sexta-feira, 18 de junho de 2010

Otário

'
Hoje me sinto muito estrânho.

Ao andar pelo centro da cidade tive a imprensão de que todas as pessoas riam de mim.

Era como se estivesse ouvindo elas pensarem:

-Lá vai um otário.



Vou resumir a história:


Dia 8 de dezembro de 2009 comprei um produto no site Mercado Livre. Paguei a vista pelo cartão de crédito porque tinha pressa em receber. Dia nove entrou na minha fatura e neste dia nove o site Mercado Livre enviou ao vendedor o comprovante de pagamento confirmando a compra. (recebi uma cópia).

O vendedor, propositalmente colocou o objeto no Correios somente no dia 14.

No dia 22, vencia o praso pra que eu avaliasse a transação. como não havia recebido o produto. marquei a opção "negociação negativa", que posso mudar esta opção em 5 dias. Depois mudei para "meutra"

O vendedor pôs um alerta público no site para que os vendedores tivessem cuidado comigo pois era um golpísta.

Depois me enviou um e-mail comunicando a retirada da garantia do produto.

Retirei o objeto na agência do Correios, no sia 28 de desembro. E o produto não funcionou.

Procurei na internet, tutoriais de como usar o produto e me surpreendi com a apresentação linda, lacrada e colorida da embalagem do produto, muito mais interessante que o simples envelope pardo que o meu foi entregue.


Concluindo, o vendedor passou adinte um produto defeituoso que recebeu na troca.

E o atraso na postagen, a confusão e a retirada da garantia foram propositais pra enganar o atário.
Ingressei no juizado especial cívil pedindo uma indenização de 100 vezes o valor da compra. R$6.528,00
Hoje foi a audiência. O vendedor veio do Rio de Janeiro até PoA, contratou um advogado e se deslocou até Estância Velha.
Minutos antes de entrar na sala do juiz, passamos pela sala de consiliação e chagamos no seguinte acordo:

Ele tem até o dia 21 deste mês pra depositar o valor da compra. R$65,28 (sessenta e cinco reais e vinte oito centavos)

Na hora pensei: "acho que este já aprendeu a lição de não passar golpesinhos na internet, vou deixa-lo em paz."

Me sinto um OTÁRIO!
'

Um comentário:

Madá disse...

Vc não é isso, esse país é que não respeita consumidor, ainda há um longo caminho a percorrer nesse sentido. quem sabe nossos netos alcancem dias melhores...